terça-feira, 23 de agosto de 2011

Pérolas: mágica e fascinação!

A Pérola é a única gema produzida por animal vivo


Pureza, inocência, integridade e sabedoria são apenas alguns dos atributos das Pérolas, sem falar em sua beleza. Conhecida por suas propriedades curativas há centenas de anos, a Pérola tem sido símbolo de perfeição imaculada! É a gema conhecida mais antiga e, por muito tempo, foi considerada a mais valiosa. Para os povos antigos, a Pérola era o símbolo da Lua e possuía poderes mágicos. 
Suas propriedades curativas tem sido usadas há séculos, especialmente, na medicina tradicional oriental que utiliza não só pó de pérola, mas ouro e prata pois acreditam que tenham poderes especiais de cura tanto física, como metafisicamente. Na Roma antiga, somente pessoas de certo nível social tinham permissão para usá-la e a palavra latina para "pérola" significa, literalmente, "única", atestando o fato de que não existem duas pérolas iguais.  No Museu do Louvre pode-se ver fragmentos de um colar de pérolas que pertenceu a uma princesa persa que morreu em 520 a.C..
Diz-se que as Pérolas proporcionam estado de calma e equilíbrio e é considerada o presente de casamento ideal por simbolizar a pureza e a inocência. Na religião hindu, a Pérola faz parte das cerimônias de casamentos. Acredita-se que as Pérolas oferecem ao seu portador fé, verdade e lealdade e que pode aumentar a integridade. Tem sido usada por várias civilizações por mulheres que buscam conexão com suas "deusas internas" e, assim,  obter "energia feminina" definitivamente.

Fascínio, beleza e diversidade

A palavra "pérola" só apareceu no século IV, na língua inglesa já que, antes disso, era chamada de margarita nos romances italianos, franceses e espanhóis.Cristóvão Colombo, ao chegar na atual Venezuela, encontrou com os povos nativos centenas de Pérolas e foi assim que esta joia se popularizou na Europa. A exploração, nessa época, foi tamanha que, por pouco, não se extinguiu.  Muito popular no continente europeu dos séculos XIII e XIV, era muito usada como adornos pessoais e, também, nos bordados das roupas de homens e mulheres. Nas civilizações Inca e Asteca, as Pérolas também eram muito valorizadas por sua beleza e poderes mágicos e os descobridores espanhóis encontraram muitos objetos de pesca ricos em pérolas. Por muitos anos, o Novo Mundo foi conhecido em algumas cidades da Europa, como as espanholas Cádiz e Sevilha,  como sendo o berço das Pérolas.
As Pérolas tem sido usadas para auxiliar no tratamento de desordens estomacais, do sistema muscular e da pele. Pós e poções contendo Pérolas tem sido desenvolvidos para ajudar na fertilidade e, também, para facilitar os desconfortos do parto. Muitas culturas tem usado a Pérola em métodos similares. Os chineses, por exemplo, utilizam as propriedades curativas desta magnífica gema há séculos. Eles a usam tanto em simples problemas dos olhos quanto em sérios problemas do coração, hemorragias, febre e indigestões. Nos dias atuais, os chineses usam pó de Pérola para clarear a pele e como cosmético, como muitas pessoas ao redor do mundo também fazem. Na verdade, a Pérola é considerada como uma ferramenta eficaz no tratamento da acne, rejuvenesce, hidrata e reafirma a pele. 

O mais antigo colar de Pérolas, está no Museu do Louvre, em Paris

Ao longo dos tempos, a humanidade tem se encantado com as Pérolas e com as conchas que as produzem. Existem evidências arqueológicas que indicam que há mais de 6 mil anos , na região do Golfo Pérsico, pessoas eram enterradas com uma Pérola na mão direita. À medida em que as rotas entre os países antigos se desenvolveram, as pérolas se tornaram símbolos importantes de riqueza, status e crença religiosa. Através da história, algumas culturas se importavam pouco ou nada com a Pérola e valorizavam mais a Madrepérola. No século XIX, mergulhadores japoneses não se davam ao trabalho de pegá-las quando as encontravam e, na Polinésia,  crianças usavam-nas como bolinhas de gude em suas brincadeiras. Estes e outros povos usavam as pérolas em seus escudos e a Madrepérola em seus adornos. 
Mas, devido às suas propriedades naturais, elegância e beleza, a Pérola foi associada à "matriz da vida". Atribui-se à Pérola o poder de equilibrar o ritmo natural do corpo e os níveis hormonais com os ciclos lunares. Acredita-se, também, que a Pérola pode trazer sabedoria interior e que pode ajudar a fortalecer e estimular o crescimento do amor. Credita-se a ela, também, poderes magnéticos capazes de auxiliar nas terapias de cura de doenças dos nervos, das glândulas supra-renais, baço e tecidos musculares.

Negras, rosadas, douradas ou brancas cada uma delas é única

As propriedades mágicas das Pérolas permitem que seu portador se abra e, assim, encontre o significado e propósito do "eu verdadeiro". Ilumina a mente, inspira o humor e ajuda a desenvolver o amor-próprio e o amor pelos outros. As Pérolas são como um celeiro de boa vontade e pensamentos positivos. 
Venerada por quase toda história e por praticamente todas as culturas, esta joia marcou presença na corte de Cleópatra, quando a rainha serviu  vinho com Pérolas a hóspedes ilustres . As Pérolas da rainha de Sabá são lendárias. Na Bíblia pode-se ler que "o preço da sabedoria é superior ao das Pérolas" ( Jó 18: 28). No início do século passado, a joalheria francesa Cartier queria comprar uma determinada mansão em Manhattan em Nova York, Estados Unidos. O proprietário aceitou a proposta e trocou sua magnífica casa na Quinta Avenida por um colar de Pérolas. 
Branca, roxa, negra, dourada ou cor-de-rosa, a Pérola é a única joia proveniente de um animal vivo. As lágrimas dos deuses, como os gregos a chamavam, desenvolve-se no interior das ostras quando algum corpo estranho a invade. Pode ser um grão de areia ou algum animal minúsculo. Este invasor será envolvido por camadas de nácar, substância brilhante e branca que recobre o interior da concha (de onde é retirada a Madrepérola) e, assim, se formará a Pérola. Somente uma, em cada dez mil conchas, produzem Pérola e cada uma dessas joias é formada por diferentes tipos de organismos. 
Os japoneses inventaram a técnica de cultivo de Pérolas e, desde então, mergulha-se somente para capturar moluscos para os criadouros. Variando em tamanho, forma e cor, as Pérolas existem em uma impressionante diversidade de  formatos, muito além dos mais conhecidos como as pequenas, redondas e brancas. Dependendo da moda, elas podem ser esféricas, em forma de pera ou em forma irregular. Cultivadas ou não, as Pérolas continuam exercendo fascínio e proporcionando benefícios curativos e mágicos à Humanidade!

Marilyn Monroe com o colar de Pérolas que ganhou de Joe DiMaggio como presente de lua-de-mel


Obrigada pela visita!

Conheça nossas joias:





Fontes: American Museum of Natural History, Veja on-line, Museu do Louvre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário que, assim que possível, o responderemos! Obrigada pela visita!